Spring > Espanol > Manuales > Tutorial de Geoprocessamento > Transformação IHS
Transformação IHS

O que é transformação RGB-IHS?
  • A cor de um objeto, em uma imagem pode ser representada pelas intensidades das componentes vermelho R, verde G e azul B, no sistema de cores RGB, ou pela intensidade I, pela cor ou matiz H e pela saturação Sno espaço IHS.
  • Intensidade ou brilho é a medida de energia total envolvida em todos os comprimentos de onda, sendo responsável pela sensação de brilho da energia incidente sobre o olho.
  • Matiz ou cor de um objeto é a medida do comprimento de onda médio da luz que se reflete ou se emite, definindo, a cor do objeto.
  • Saturação ou pureza expressa o intervalo de comprimento de onda ao redor do comprimento de onda médio, no qual a energia é refletida ou transmitida. Um alto valor de saturação resulta em uma cor espectralmente pura, ao passo que um baixo valor indica uma mistura de comprimentos de onda produzindo tons pastéis (apagados).
  • O espaço de cores IHS pode ser graficamente representado por um cone. A relação espacial entre o espaço RGB e IHS é mostrada na figura.


  • A distância do ponto até a origem ou ápice do cone representa a intensidade.
  • A distância radial do ponto até o eixo central do cone representa saturação.
  • O matiz é representado como uma seqüência radial ao redor dos círculos de saturação e do eixo de intensidade.
  • Por serem independentes, os três parâmetros podem ser analisados e modificados separadamente, para um melhor ajuste das cores às características do sistema visual.
  • Na transformação RGB para IHS, escolhem-se três bandas de uma imagem e associa-se cada banda a um dos componentes RGB. Assim, cada "pixel" na imagem de saída possuirá uma correspondência a um ponto no espaço IHS. O resultado é um conjunto de três novas imagens: uma de intensidade, uma de matiz e outra de saturação. Estas imagens podem ser realçadas, expandindo o intervalo de intensidade e saturação através de contraste, e, quando convertidas de IHS para RGB, permitem melhor separação das cores e das feições que se deseja observar.
  • Pode se utilizar para combinar imagens de diferentes sensores e resolução espacial, como na união de imagens SPOT-HRV (pancromático) e TM-Landsat. O procedimento consiste em:
    • Calcular os componentes IHS a partir de três bandas selecionadas do TM
    • Aplicar o contraste nos componentes H e S, e na imagem SPOT.
    • Substituir o componente I é substituído pela imagem SPOT.
    • Aplica-se a transformação inversa IHS para RGB.
  • Após a transformação, a imagem colorida terá resolução espacial da imagem SPOT e resolução espectral das três bandas TM.

Copyright © 2002 SPRING - DPI/INPE